terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Chá de bebê n. 2


Tendo uma família grande tão cheia de mulheres que são importantes pra mim e que, mesmo de longe, dão um jeito de participar da minha vida, eu e a mãe tivemos a ideia de fazer um chá de bebê à distância pras queridas tias e primas do Brasil.

A mãe organizou quase tudo – o menu, a lista de convidadas (obrigadíssima, mãe!). Entre as minhas funções, mandar o email-convite e aparecer no dia e hora marcados no skype pra uma conversa com cada uma delas! Acho que fiquei com a parte mais legal! J

O chá foi marcado pra sábado à tarde no Brasil, domingo de manhã na NZ. Levantei cedo, tomei café, me arrumei, e às 9h da manhã em ponto estávamos eu e a mãe conectando.

A mulherada então foi entrando no escritório, cada uma com sua taça de champanhe, e fizemos um brinde virtual!!

Depois disso fui batendo um papinho com cada uma delas – tias Piacentini, tias Queiroz, primas Piacentini, primas Queiroz, e ainda os bebês foférrimos João Álvaro, Leonardo e Gabriel. Tinha fila pra sentar na frente do computador! hehe

Teve ainda a participação breve mas especial da Dani e do Henrique, sem falar nos tios, que aproveitaram pra tomar um vinho com meu pai.

No segundo contato, o De já tinha acordado e foi uma chance de falar mais calmamente com algumas!
Além de um “wishing well” com fundos pra comprar fralda pro Caio por vários e vários meses (a mãe está trazendo os recadinhos de vocês; depois agradecerei de forma pessoal a todas!), o Caio ganhou mais presentes, roupinhas, protetor de berço feito especialmente pra ele, cd... que menino de sorte!!

Os momentos marcantes foram muitos; posso destacar alguns: nos primeiros instantes quando fui vendo o pessoal entrar no escritório, cada uma que aparecia me despertava um sorriso e uma empolgação; o brinde em si; a emoção no contato com a tia Perpétua (pela primeira vez vi a tia não segurar a emoção – eu tb não segurei, mas isso pra mim é de praxe!); a Telma me contando como o Caio já está presente nos Piacentini, sendo mencionado sempre como alguém que já está entre nós, como um membro já superintegrado na family; o sorriso incrível do João Álvaro (que tem 1 ano e meio apenas) pra essa prima que ele mal viu duas vezes na vida, como se reconhecesse o carinho que eu já tenho por ele; o tio Diomário dizendo que nunca tinha ido a um chá de bebê antes (hehehe); a Lia falando que o De já foi eleito o pai do ano pela sua participação na gravidez; o papo mais tranquilo (como se estivéssemos fisicamente lado a lado) com as primas no segundo contato... dá até medo de mencionar destaques e alguém se sentir esquecida, porque a verdade é que cada segundinho pra mim foi superespecial, cada tia nos contando das últimas da sua família, do quanto estão felizes pela gente, tudo enfim... Nos sentimos – nós três aqui – muito amados, e aquele sentimento que sempre está comigo do privilégio que é ter famílias como as que eu tenho só se fortaleceu, se é que isso ainda é possível!

Eu me programei toda pra filmar tudo, mas acabei apertando o botão errado no primeiro contato, no segundo a bateria acabou, e no fim só consegui gravar a conversa que tive pelo skype com a Olga (em Curitiba), que ocorreu entre o primeiro e o segundo acesso no chá! J De qualquer forma, na minha cabeça e no meu coração está tudo bem gravadinho; mais um daqueles momentos inesquecíveis!

Ainda sob a emoção desse superencontro, comecei a arrumar as coisas pro Chá de Bebê n. 3, feito na tarde de domingo junto com a Cris pras amigas da NZ. Mas isso é assunto para o próximo post!

2 comentários:

  1. Amiga, sua família é demais mesmo e me senti super honrada em ser convidada! Pena ter ficado tão pouco... Mas deu pra trocar algumas figurinhas com a Lu, Lia e Ângela. Felizes!!!!
    Bjs amada e se sinta bem acarinhada mesmo, foi o que eu senti que todos tem um enorme carinho por vc, De e Caio.
    BJJJJJSSSSSS Dani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, amiga, assim eu choro!!! :) bjssssssss

      Excluir